Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Biblioteca dos Desenhos Animados

Blogue de divulgação e busca de Desenhos Animados

Blogue de divulgação e busca de Desenhos Animados

Biblioteca dos Desenhos Animados

01
Nov18

Pokemon

Pokemon faz parte de mim, eu sei que faz parte de muita gente, mas mesmo assim a mim é especial.

É que eu tento viver como se o mundo fosse Pokemon, pelo menos tento fazê-lo como tal. E não, nunca joguei os jogos pois sempre os achei secantes (experimentei para o game boy). A série é que é qualquer coisa: a primeira e segunda temporadas são fenomenais, a partir da terceira começa a existir episódios não fenomenais mas mesmo assim os que não são fenomenais são muito bons, a partir da quinta além dos fenomenais começam a existir maus, então a partir da sexta nem quero falar. De qualquer das maneiras fazer cento e tal episódios sempre com grande qualidade e imaginação é obra prima inigualável, logo também é normal que, sendo obrigado a nunca acabar, que a série piore.

Já falei com pessoas que gostam de Pokemon mas que são mais novas, os primeiros episódios que viram foram tipo da terceira ou temporadas mais recentes, quando lhes dei a conhecer as duas primeiras, ficaram loucos, começaram a achar que as temporadas que gostavam mais (que são diferentes das duas primeiras) eram afinal más!!

Os filmes são maus, lembro-me de gostar deles apenas porque mexem com as personagens da série mas são péssimos.

Porque é que eu gosto tanto de Pokemon? Não vale a pena escrever pois ninguém me entenderá, uma das razões até  já tinha escrito no meu outro blogue nesta publicação:

https://rebeldiadefeituosa.wordpress.com/2017/06/30/grandes-paixoes-desenhos-animados/

A minha paixão era tão grande que, num dia em que os meus pais num belo Sábado de manhã decidiram viajar até Évora, levaram-me à força sobre grandes choradeiras e sofrimentos pois eu não podia perder um episódio dos Pokemon. Tinham um almoço daqueles festivos, daqueles encontros que eu sempre achei aborrecidíssimos pois têm gente do mais secante e além disso são às dezenas, é do tipo encontros familiares, decidi fazer greve de fome e fiquei à porta do restaurante, não comi nada naquele dia, de vez em quando iam-me chatear para jogar jogos, brincar ou merdas assim e eu sempre muito confiante (muitas vezes a confiança é invejada por quem não tem confiança, ou seja é vista como teimosia) rejeitava todas as propostas.

Fiquei conhecido naquele dia como porteiro pois passei-o sempre à porta do restaurante.

Colecionei tazos, cartas, autocolantes, comprei o CD de música, não tenho cassetes pois eu nunca tive vídeo, um jogo de Pokemon de tabuleiro que eu nunca percebi, pokebolas com os boneco lá dentro, acho que é tudo. Eis a minha paixão demonstrada na minha secretária quando era pequeno:

P_20180206_125826.jpg

Estrearam cá em 1999, uma das provas são os desenhos que fiz já em 1999 (o meu pai guardou-os, tenho cerca de duas dezenas desta temática). No desenho de baixo é possível reconhecer alguns Pokemon, conseguem identificar algum?!:

P_20170626_155058.jpg

O Team Rocket e os seus Pokemons, em baixo o Brock e seus respetivos:

P_20170626_155311.jpg

Queria tanto voltar a estes tempos, evitar caminhos que percorri ou que desisti, ter uma segunda oportunidade, de qualquer das maneiras sinto que seria sempre infeliz nesta horrorosa vida.

P_20170626_160247.jpg

 

 

 

4 comentários

Comentar Publicação

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D